Design de embalagem: as vantagens das embalagens promocionais.

Uma embalagem bem trabalhada, seja no formato, nas cores ou no tamanho, pode agregar muito valor ao produto, chamando atenção do consumidor e fisgando-o na hora da compra. Uma embalagem promocional, então, pensada para determinada ação, por ser diferenciada e especial, pode render resultados muito melhores nas vendas e na percepção da marca.
É claro que deve haver todo um planejamento da ação, cuja embalagem algumas vezes é apenas um ponto do todo. Há que se pensar em toda a comunicação, em todos os pontos de contato com a marca, seja em seu site, nas mídias sociais, no ponto de venda ou no catálogo de produtos, para facilitar o reconhecimento de que aquela é uma embalagem especial e que a campanha/ação contempla mais do que a própria embalagem.
É uma excelente ferramenta de mídia de apoio às ações promocionais, já que foge do convencional, muitas vezes trazendo algo que o consumidor irá utilizar no seu dia a dia – como uma garrafa de cerveja que se transforma em objetos de decoração.

zeviplast-blog-post-15-img-01

Uma modalidade bastante utilizada ultimamente referente a embalagens promocionais é quando a compra de um produto dá direito a outro, que pode ser da mesma empresa ou de empresa diferente, mas ambos envoltos na mesma embalagem, no mesmo pacote. Por exemplo, “compre 12 sabonetes, pague 10” ou “compre 1 litro de água mineral e meio litro é grátis” ou “na compra de um absorvente feminino da marca X, ganhe um esmalte da marca Y”.

zeviplast-blog-post-15-img-02

Por ocasião de eventos esportivos, como a Copa do Mundo de Futebol, normalmente marcas patrocinadoras “customizam” as embalagens de seus produtos para ter mais identificação com o momento e com o consumidor e, consequentemente, obter maior faturamento.

zeviplast-blog-post-15-img-03

Há também casos de marcas que associam seus produtos a clubes de futebol para ter mais penetração em determinados nichos ou grupos de consumidores – nesse caso, maior adesão dos integrantes de suas torcidas; por exemplo, um refrigerante que estampa em suas embalagens a imagem dos maiores clubes de futebol provavelmente influenciará na gôndola a preferência do torcedor do time X ou Y em detrimento de outro refrigerante.

Um exemplo simples e clássico desse apoio de mídia são os carros à venda nas concessionárias, com laços em cores distintas, para atrair a atenção do cliente e dá-lhe a sensação de presenteado.

zeviplast-blog-post-15-img-04

Um ponto importante a se ressaltar é que a embalagem deve ser de fato diferenciada, especial, com a mudança perceptível pelo cliente, para que haja mais possibilidades de sucesso.
Invista sempre em originalidade e em dar um novo gás à sua marca, melhorando seu aspecto visual, sua percepção. E na hora de inovar em suas embalagens, sejam convencionais ou promocionais, deixe com a Zeviplast. Resistência, formato adequado e funcionalidade estão entre as principais vantagens de nossas embalagens.

Postado por admin em 22/10/13 às 2:40 pm em design de embalagem

Comentários: 0

P de Preço – Você está precificando bem?

Como definir o preço de um produto ou serviço?
Esse é um dos pontos mais importantes para o sucesso de um negócio, e depende de alguns fatores, que precisam ser levantados e analisados com cuidado, para que o resultado seja de acordo com as expectativas dos sócios, dos clientes e de todos os públicos envolvidos.
O preço não é necessariamente uma questão de dinheiro, mas uma percepção de valor, ou seja, os benefícios tangíveis e intangíveis que seu produto ou serviço proporciona.
O preço ideal para o negócio é aquele que cobre seus custos e ainda proporciona o lucro desejado.
Os fatores que influenciam a formação do preço são: posicionamento, objetivos da empresa, novos produtos e flexibilização.

zeviplast-blog-post-14

Posicionamento do produto ou empresa
O preço pode determinar o posicionamento da sua empresa. Muitas empresas trabalham preços menores para ganhar no volume de vendas, logo têm mais chances de ser consideradas populares. Por outro lado, há as que jogam o preço lá no alto e trabalham toda uma comunicação e o trato com o produto para que ofereça status e se encaixe em classes mais abastadas, logicamente.

Objetivos do negócio
Sua empresa pode querer alcançar determinado mercado de consumidores ou obter determinado faturamento em determinado período de tempo, fazer frente à concorrência, ou, ainda, não falir; enfim, os objetivos do negócio podem também influenciar na política de preços.

Novos produtos
Neste caso, há duas questões principais: a empresa está entrando num mercado forte e grande e precisa ter participação de mercado, então oferece o produto a um preço convidativo, próximo ou abaixo do que já existe; de outro lado, está o produto que não existe no mercado (inovação), então normalmente chega com um preço lá em cima e, de acordo com as demandas e o tempo, este vai baixando gradativamente.

Flexibilização
O preço é definido de acordo com o perfil de cada comprador. Normalmente essa flexibilização está associada a descontos e promoções. Por exemplo: quem compra antecipadamente paga mais barato; preços mais baixos para idosos e estudantes (por segmentos); dependendo da região e dos custos envolvidos, os preços podem variar, como no caso de passagem de ônibus; por sazonalidade, como exemplo as frutas da estação que são vendidas a preços menores; personalizados, como no caso de uma operadora de TV a cabo, que, à medida que adiciona canais, o preço aumenta; descontos para pagamentos à vista; por volume de compra.
Além de tudo isso, é preciso considerar os reais benefícios do seu produto ou serviço e se o preço pago por eles é realmente compensador para os seus clientes.
Em síntese, a política de preços deve considerar: o custo, a concorrência, o consumidor (ele está disposto a pagar?) e o elo de valor (atender necessidades e desejos, independente de preço monetário).
Analise os preços dos seus concorrentes, defina políticas de descontos e promoções para seus clientes e teste variações pequenas e grandes para definir que preço atende melhor os objetivos do seu negócio como um todo.

Boas vendas e negócios!

Postado por admin em 30/09/13 às 2:30 pm em marketing

Comentários: 0

5 dicas de como fidelizar seus clientes.

Muitas empresas investem pesado na busca de novos clientes enquanto poderiam investir tempo e esforços nos atuais, naqueles que já tiveram alguma experiência de compra. O relacionamento é a base para se alcançar fidelidade; além disso, existem outros fatores; confira:

zeviplast-blog-post-13

1- Entregue sempre o que você promete (e ainda ofereça um bônus)
Se você só pode entregar um bolo, parece óbvio que não poderá prometer a festa inteira. Mantenha sua essência, ofereça o que seu produto ou serviço realmente são e trabalhe todas as melhores formas de cortesia e atendimento para que você seja merecedor da fidelidade do cliente a longo prazo. Além do que você oferece e entrega, surpreenda de vez em quando seu cliente oferecendo um plus que ele não esperava – pode ser um vale-desconto para próximas compras, um brinde, um suvenir, enfim, invente algo.

2- Relacione-se com seu cliente frequentemente
Para vender e manter seu cliente comprando recorrentemente, é preciso estar sempre em contato com ele, é preciso se mostrar presente (sem ser incômodo). Tenha o cadastro das informações fundamentais sobre ele, mas também procure saber de características mais pessoais, como gostos culturais, hobbies, estilo de vida etc., para, no momento oportuno, você surpreendê-lo com um e-mail de “feliz aniversário” ou enviando-lhe um buquê de flores e felicitações em um cartão, por exemplo.

3- Ofereça exclusividade
Um CRM (Sistema de Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente) é algo básico para as empresas atuais. Com ele devidamente trabalhado, é possível ter cadastro de praticamente todos os seus clientes. Com essas informações em mãos, envie e-mails e convites com ofertas, promoções e eventos exclusivos. Reforce a exclusividade, o fato de serem ofertas realmente diferenciadas para um seleto grupo. Eles vão adorar saber disso, enquanto você terá novas vendas para clientes fiéis e que poderão lhe recomendar para potenciais clientes.

4- Faça pós-venda
O processo de venda não termina quando o cliente recebe o produto ou serviço. É importante saber a satisfação do cliente até o fim do processo de compra, que termina com o pós-venda, em um ciclo contínuo. O cliente considerará muito mais uma empresa que procura saber se suas necessidades foram atendidas e se está satisfeito. Entre uma empresa que faz pós-venda e outra que não faz, imagine de quem ele se lembrará na hora de uma próxima necessidade/compra.

5- Trate as reclamações como prioridade
A partir do momento que surge uma reclamação, há uma grande chance de se tornar uma crise, especialmente porque os consumidores estão muito mais conectados, participativos na rede e exigentes. Uma reclamação pode gerar centenas de comentários e impressões negativas e consequentemente desconfiança e prejuízos para o seu negócio. Ela pode ser uma ótima oportunidade de se aproximar ou reaproximar de seu cliente, uma vez que você buscará a solução do problema e sua satisfação, o que ele e os potenciais clientes certamente valorizarão muito.

15 de setembro é o Dia do Cliente; ofereça algo especial para ele.

Postado por admin em 10/09/13 às 1:51 pm em negócios

Comentários: 0

Indústria de SP é a que mais cresce no País, diz Seade.

O crescimento da indústria paulista no primeiro semestre é maior que a média nacional, segundo pesquisa divulgada pela Fundação Seade no dia 19 de agosto de 2013.

Enquanto os números nacionais apontam 2,5%, a indústria paulista alcançou 2,9% de crescimento.

zeviplast-blog-post-12

São Paulo é um estado com grande importância para o crescimento da indústria em 2013. Representa 41% da indústria de transformação do país, segundo o estudo.

O Interior está na dianteira, pois tem se beneficiado dos investimentos asiáticos no setor de produção de aparelhos eletrônicos, como tablets e smartphones, segmento que cresce a 24,7%, com bases mais fortes na região de Campinas.

Também têm destaque as regiões de São José dos Campos, com a indústria aeroespacial, e a de Sorocaba e Campinas, com a indústria automobilística, ambas com crescimento de 12,1%.

Ainda tem destaque no levantamento o setor de máquinas, aparelhos e materiais elétricos em São Paulo, com crescimento de 8,9% (Brasil: 7,1%).

A Zeviplast está atenta ao crescimento da indústria nacional, especialmente a paulista, e está preparada para suprir as necessidades e demandas de embalagens plásticas para seus produtos.

Postado por admin em 03/09/13 às 12:46 pm em negócios

Comentários: 0

7 passos para promover um evento de sucesso.

Organizar um evento é uma ótima maneira de promover sua marca e apresentar produtos e serviços. Também é uma forma de estreitar relações com fornecedores e clientes e ainda fazer um ótimo networking.
Mas, para que o evento seja um sucesso, é importante observar alguns detalhes que fazem toda a diferença. Por isso, separamos alguns passos e dicas para você:

zeviplast-blog-post-11

1- Determine seu objetivo: dentre as várias possibilidades que podemos alcançar com um evento, qual delas você quer atingir? Determine com clareza e, dessa forma, todos os outros passos ficarão mais claros e fáceis de executar.

2- Conheça o público-alvo: depois de definir o objetivo, será mais fácil conhecer e entender mais sobre o seu público-alvo, o que ele espera do evento e assim agir para satisfazê-lo.

3- Verifique a verba: o sucesso de um evento também está ligado a trabalhar dentro da verba disponível, procurando soluções alternativas se esta for curta. Lembre-se de fazer uma reserva para imprevistos.

4- Ofereça algo a mais: se no seu evento tiver palestras, por exemplo, convide outros palestrantes que possam enriquecer e diversificar o conteúdo fornecido.

5- Escolha com cuidado o local: verifique com cuidado todos os recursos necessários para a execução do seu evento e também as regras de uso do local para evitar surpresas durante o acontecimento.

6- Prepare brindes: a maioria das pessoas comparece aos eventos e espera por brindes ou amostras dos produtos. Outra opção é abrir espaço para outros patrocinadores, se seu evento permitir.

7- Divulgue: muito do sucesso do seu evento está ligado à divulgação. Planeje com cuidado quais canais serão usados para divulgar, o material e o tempo de antecedência para que as pessoas se programem e possam comparecer.

Postado por admin em 20/08/13 às 3:44 pm em marketing

Comentários: 0

A importância da cor na comunicação do seu produto.

A cor é um elemento da comunicação que proporciona estímulo visual como nenhum outro – além do estímulo psicológico/emocional e até corporal.
Nossas sensações e percepções variam em ambientes com cores distintas. Por exemplo, reagimos de modo diferente a um quarto com cores neutras (branco, cinza) e a outro com as cores amarelo e verde. Da mesma forma acontece com os produtos. A cor em si não forma o produto, mas é responsável por estimular nossos sentidos persuadindo-nos a conhecê-lo e comprá-lo.
Ela inclusive pode direcionar para que tipo de público um produto é destinado. Por exemplo, provavelmente empreendimentos imobiliários para as classes A e B usarão, em sua comunicação, mais proporção das cores marrom e cinza, enquanto empreendimentos para as classes menos abastadas usarão com mais destaque cores como vermelho, amarelo e laranja.

zeviplast-blog-post-10

Levando em conta que despertam sensações a ponto de definirem ações e comportamentos, para escolher as cores para determinada linha de produto é preciso primeiramente pesquisar os anseios e outras características do público-alvo; depois atentar-se que as cores devem estar de acordo com as condições mercadológicas do produto anunciado, isto é, que as sensações serão correspondidas na prática.

Podemos apontar as cores mais utilizadas para embalagens de alguns tipos de produtos:
Detergentes: rosa, azul-turqueza, azul, cinza-esverdeado e branco-azulado;
Desinfetantes: vermelho e branco ou azul-marinho;
Desodorantes: verde, branco, azul com toques de vermelho ou roxo;
Sais de banho: verde-claro, branco;
Bronzeadores: laranja, vermelho-magenta;
Dentifrícios: azul e branco, verde com branco e toques de vermelho;
Cosméticos: azul pastel, rosa e amarelo-ouro;
Perfumes: roxo, amarelo-ouro e prateado;
Produtos para bebês: azul e rosa em tons suaves.

Guia emocional das cores:
Amarelo – otimismo; clareza e calor;
Laranja – amigável: alegria e confiança;
Vermelho – dinamismo: juventude e coragem;
Lilás – criativo: imaginativo e sabedoria;
Azul – confiança: segurança e força;
Verde – pacífico: crescimento e saúde;
Cinza – equilíbrio: neutro e calmo.

É necessário, inclusive, fazer testes com as cores nas embalagens para avaliar – e por fim definir – quais são as que mais persuadem e provocam a adesão do consumidor.

Postado por admin em 07/08/13 às 11:29 am em design de embalagem

Comentários: 0

5 aplicativos para quem não tem tempo a perder.

Se por um lado temos uma rotina cada vez mais corrida, por outro temos, na mesma velocidade, novas tecnologias sendo criadas e difundidas para nos ajudar a vencer essa montanha de coisas a fazer. Trouxemos dicas de aplicativos que certamente lhe ajudarão no dia a dia; confira:

zeviplast-blog-post-09

Evernote – Lembre-se de tudo
É destinado à organização das informações pessoais e profissionais. Ele permite fazer registros de ocasiões de várias formas, com fotos, áudio e anotações. Seja para listar as tarefas do dia, trabalhar colaborativamente, guardar páginas web, comprovantes, protocolos, cupons e outros dados, tudo com sincronização entre dispositivos. Gratuito, funciona em computadores (Mac e Windows) e dispositivos móveis (iPad, iPhone, iPod Touch, Android, Windows Phone, Blackberry).

WhatsApp Messenger
É um misto de messenger com SMS; com um plano de dados de internet, você pode falar com seus contatos individualmente ou em grupos, utilizando texto, imagens, vídeos e áudio, instantaneamente e sem gastar um centavo com isso. Gratuito no primeiro ano, após isso passa a cobrar uma irrisória taxa anual: US$ 1. Disponível para Android, iPhone, BlackBerry, Nokia S40, Symbian e Windows Phone.

Mailbox – Gerenciador de e-mails
Compatível apenas com o Gmail, esse aplicativo de gestão de e-mails tem funções que ajudam a organizar a leitura e resposta de mensagens. Conta com alertas de e-mails não lidos e a possiblidade de marcá-los para ler depois. Gratuito, por enquanto está disponível apenas para iPhone e iPad – mas há a promessa de em breve estar disponível para Android e desktops.

Waze – GPS Colaborativo que informa sobre trânsito
Com rotas feitas por outros usuários e informações de tráfego em tempo real (congestionamento, acidentes, fiscalização, perigos etc.), esse aplicativo poderá lhe ajudar, inclusive, a achar o combustível mais barato. Tem interface similar a de um GPS e que lembra o Google Maps. Também em português, é gratuito e está disponível para Android e iOs.

Boa Lista – Uma mão na hora de comprar
Para você que, além de ter uma vida agitada no trabalho, ainda precisa fazer as vezes de dono(a) de casa, esse aplicativo é uma baita ajuda. Com ele você compara os preços dos produtos de supermercado, entre as lojas físicas e online. Também é possível criar sua lista de compras, buscar ofertas e ter controle dos gastos. Um bom gerenciador do orçamento doméstico. Gratuito, por enquanto está disponível apenas para smartphones com iOS e Android.

Ganhe mais tempo e produtividade! Que tal baixar, experimentar e ter mais praticidade e organização?

Postado por admin em 24/07/13 às 9:48 am em inovação e tecnologia

Comentários: 0

Os ativos cosméticos do momento.

O mercado de cosméticos no Brasil é um setor em plena expansão, apresentando alto faturamento e excelente retorno para as empresas do setor. Segundo dados do IBGE, o setor cresceu cerca de 10% ao ano nos últimos 17 anos, com uma grande parcela formada por pequenas e médias empresas.

Todos esses números indicam também os altos investimentos que o setor de cosméticos tem feito na área de pesquisa e inovação. Todos os anos, novos ativos são pesquisados, testados e lançados no mercado.

zeviplast-blog-post-08

No último ano, a tendência dos ativos cosméticos está voltada para nozes e óleos exóticos, como ojon, kukui, marula, macadâmia, mirra, cálamo, cártamo, camélia, açaí, moringa, monoi, entre outros.

Esses ativos possuem propriedades altamente nutritivas e restauradoras. Além disso, muitos desses, como o já bastante conhecido óleo de argan, são indicados para tratamentos anticaspa, antiqueda e estimuladores do crescimento dos fios. Também possuem inúmeras aplicações para desenvolver o brilho, a maciez, flexibilidade e suavidade dos cabelos.

Com tantas propriedades, resultados comprovados e busca constante dos consumidores por essas tendências, é importante que a embalagem seja escolhida com cuidado, transmita ao cliente segurança e influencie na decisão de compra.

A Zeviplast possui embalagens seguras, sustentáveis e adequadas para cada tipo de produto. Contate-nos!

Postado por admin em 21/06/13 às 3:50 pm em pesquisa e desenvolvimento

Comentários: 0

Meio Ambiente – Gestos simples, grandes mudanças.

A Sustentabilidade está intrínseca às práticas da Zeviplast, pois sabemos da importância da preservação dos recursos naturais. Fazemos a nossa parte e queremos ajudar com ideias de práticas sustentáveis que podem ser implementadas e incentivadas em sua empresa. Vamos a algumas:

zeviplast-blog-post-07

Incentive a carona solidária
Hoje, no Brasil, existem muitas pessoas sozinhas em seus automóveis parados em grandes engarrafamentos. Que tal incentivar em sua empresa que os colaboradores se juntem e adotem essa prática? Faça um programa levantando todos os nomes dos colaboradores e suas localidades de estudo e moradia; então, cruze esses dados, para que um ajude ao outro e todos contribuam para tirar mais carros com uma só pessoa do trânsito, desafogando as vias.

Separe e recicle o lixo
Separar o lixo orgânico dos metais, de plásticos e outros materiais é o mínimo que se pode fazer. Além disso, verifique se no seu bairro ou cidade existem cooperativas de reciclagem. Junte tudo periodicamente e entregue nesses locais. É um bem que você e sua empresa podem fazer pelo meio ambiente e por comunidades que sobrevivem desse tipo de atividade.

Reduza e reutilize
Que tal utilizar o verso das folhas de papel para recados? Reduzir as margens das páginas e/ou reduzir o tamanho das fontes na hora de imprimir também é bem vantajoso.
Leve sacolas e recipientes reutilizáveis quando for às compras.
Reutilize caixas e embalagens para armazenamento de materiais.
O que mais você pode reduzir e reutilizar? Antes de levar ao lixo, pense nessas possibilidades.

Planeje e implemente em sua empresa um programa de conscientização que contemple as mais diversas práticas de sustentabilidade. Ajude-nos a minimizar cada vez mais os impactos ambientais, proporcionando um planeta melhor para as atuais e próximas gerações. Este é um momento mais que propício.

Postado por admin em 12/06/13 às 4:01 pm em sustentabilidade

Comentários: 0

P de Produto: como vai o seu?

O famoso composto de marketing é formado pelos 4 Ps: Produto, Preço, Praça e Promoção. Falaremos aqui do P de Produto. Será que o seu está bem?

Lembremos que por produtos entende-se muito mais que bens físicos, mas também serviços. Produto é um conjunto de benefícios (funcionais e emocionais) que satisfaz as necessidades e desejos do consumidor. Para se lançar e ter sucesso com um produto, algo básico é entender as necessidades do consumidor e até antevê-las, fazendo pesquisas, investindo em tecnologia, em mão de obra especializada, entre outros fatores. Será que você e sua empresa estão atentos ao seu Mix de Produtos?

zeviplast-blog-post-06

Este mix deve ser organizado de acordo com quatro dimensões:
• Abrangência: número de linhas que a empresa trabalha e públicos atingidos;
• Extensão: número de produtos em cada linha;
• Profundidade: número de variações dos produtos da linha;
• Consistência: relações entre as diversas linhas de produtos.

Diante dessas características, aqui vão algumas questões para você levantar e refletir:
• Será que o produto é eficiente, atende às necessidades a que se propõe?
• Qual é sua durabilidade?
• Qual é o nível de satisfação dos clientes?
• Há necessidades de mercado ainda não atendidas em meu nicho que meu produto ou uma variante dele podem atender? Quais?
• A variedade é tão grande quanto a de meus concorrentes?
• Quais os diferenciais mais evidentes (da cadeia de produção ao produto final)?
• Como é visualmente? É atrativo e diferenciado em termos de design e apresentação?

É preciso analisar todas as características funcionais e emocionais/visuais que o produto contempla, e isso inclui desde sua apresentação física (design) até sua diferenciação e benefícios, e a partir disso, como ele é percebido pelo mercado, o que se chama de Brand Equity ou Branding (percepção de marca).
Quanto ao branding, fatores como design, embalagem e rotulagem são muito importantes, pois também podem transferir valores para o produto.

Quanto a esses fatores, seu produto é competitivo?
Imagine a Coca-Cola sendo vendida em copos de vidro simples transparentes, sem nenhuma rotulagem, ao lado de uma infinidade de refrigerantes devidamente rotulados na gôndola de supermercado. É evidente que suas vendas seriam ínfimas. Claro, assim ela não seria competitiva em termos de marca.
Por isso, tão importante quanto a funcionalidade do produto é sua apresentação, pois muitas vezes as compras são feitas por impulso no ponto de venda. E isso envolve o formato da embalagem, as cores e fontes do rótulo, entre outras características visuais.
Esteja atento a todas as características funcionais e emocionais de seus produtos e invista neles como um todo.

Postado por admin em 04/06/13 às 3:03 pm em marketing

Comentários: 0

Desenvolvido por Defoco | Zeviplast 2012/2013. Todos os direitos reservados.