5 dicas de como fidelizar seus clientes.

Muitas empresas investem pesado na busca de novos clientes enquanto poderiam investir tempo e esforços nos atuais, naqueles que já tiveram alguma experiência de compra. O relacionamento é a base para se alcançar fidelidade; além disso, existem outros fatores; confira:

zeviplast-blog-post-13

1- Entregue sempre o que você promete (e ainda ofereça um bônus)
Se você só pode entregar um bolo, parece óbvio que não poderá prometer a festa inteira. Mantenha sua essência, ofereça o que seu produto ou serviço realmente são e trabalhe todas as melhores formas de cortesia e atendimento para que você seja merecedor da fidelidade do cliente a longo prazo. Além do que você oferece e entrega, surpreenda de vez em quando seu cliente oferecendo um plus que ele não esperava – pode ser um vale-desconto para próximas compras, um brinde, um suvenir, enfim, invente algo.

2- Relacione-se com seu cliente frequentemente
Para vender e manter seu cliente comprando recorrentemente, é preciso estar sempre em contato com ele, é preciso se mostrar presente (sem ser incômodo). Tenha o cadastro das informações fundamentais sobre ele, mas também procure saber de características mais pessoais, como gostos culturais, hobbies, estilo de vida etc., para, no momento oportuno, você surpreendê-lo com um e-mail de “feliz aniversário” ou enviando-lhe um buquê de flores e felicitações em um cartão, por exemplo.

3- Ofereça exclusividade
Um CRM (Sistema de Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente) é algo básico para as empresas atuais. Com ele devidamente trabalhado, é possível ter cadastro de praticamente todos os seus clientes. Com essas informações em mãos, envie e-mails e convites com ofertas, promoções e eventos exclusivos. Reforce a exclusividade, o fato de serem ofertas realmente diferenciadas para um seleto grupo. Eles vão adorar saber disso, enquanto você terá novas vendas para clientes fiéis e que poderão lhe recomendar para potenciais clientes.

4- Faça pós-venda
O processo de venda não termina quando o cliente recebe o produto ou serviço. É importante saber a satisfação do cliente até o fim do processo de compra, que termina com o pós-venda, em um ciclo contínuo. O cliente considerará muito mais uma empresa que procura saber se suas necessidades foram atendidas e se está satisfeito. Entre uma empresa que faz pós-venda e outra que não faz, imagine de quem ele se lembrará na hora de uma próxima necessidade/compra.

5- Trate as reclamações como prioridade
A partir do momento que surge uma reclamação, há uma grande chance de se tornar uma crise, especialmente porque os consumidores estão muito mais conectados, participativos na rede e exigentes. Uma reclamação pode gerar centenas de comentários e impressões negativas e consequentemente desconfiança e prejuízos para o seu negócio. Ela pode ser uma ótima oportunidade de se aproximar ou reaproximar de seu cliente, uma vez que você buscará a solução do problema e sua satisfação, o que ele e os potenciais clientes certamente valorizarão muito.

15 de setembro é o Dia do Cliente; ofereça algo especial para ele.

Postado por admin em 10/09/13 às 1:51 pm em negócios

Comentários: 0

Indústria de SP é a que mais cresce no País, diz Seade.

O crescimento da indústria paulista no primeiro semestre é maior que a média nacional, segundo pesquisa divulgada pela Fundação Seade no dia 19 de agosto de 2013.

Enquanto os números nacionais apontam 2,5%, a indústria paulista alcançou 2,9% de crescimento.

zeviplast-blog-post-12

São Paulo é um estado com grande importância para o crescimento da indústria em 2013. Representa 41% da indústria de transformação do país, segundo o estudo.

O Interior está na dianteira, pois tem se beneficiado dos investimentos asiáticos no setor de produção de aparelhos eletrônicos, como tablets e smartphones, segmento que cresce a 24,7%, com bases mais fortes na região de Campinas.

Também têm destaque as regiões de São José dos Campos, com a indústria aeroespacial, e a de Sorocaba e Campinas, com a indústria automobilística, ambas com crescimento de 12,1%.

Ainda tem destaque no levantamento o setor de máquinas, aparelhos e materiais elétricos em São Paulo, com crescimento de 8,9% (Brasil: 7,1%).

A Zeviplast está atenta ao crescimento da indústria nacional, especialmente a paulista, e está preparada para suprir as necessidades e demandas de embalagens plásticas para seus produtos.

Postado por admin em 03/09/13 às 12:46 pm em negócios

Comentários: 0

P de Produto: como vai o seu?

O famoso composto de marketing é formado pelos 4 Ps: Produto, Preço, Praça e Promoção. Falaremos aqui do P de Produto. Será que o seu está bem?

Lembremos que por produtos entende-se muito mais que bens físicos, mas também serviços. Produto é um conjunto de benefícios (funcionais e emocionais) que satisfaz as necessidades e desejos do consumidor. Para se lançar e ter sucesso com um produto, algo básico é entender as necessidades do consumidor e até antevê-las, fazendo pesquisas, investindo em tecnologia, em mão de obra especializada, entre outros fatores. Será que você e sua empresa estão atentos ao seu Mix de Produtos?

zeviplast-blog-post-06

Este mix deve ser organizado de acordo com quatro dimensões:
• Abrangência: número de linhas que a empresa trabalha e públicos atingidos;
• Extensão: número de produtos em cada linha;
• Profundidade: número de variações dos produtos da linha;
• Consistência: relações entre as diversas linhas de produtos.

Diante dessas características, aqui vão algumas questões para você levantar e refletir:
• Será que o produto é eficiente, atende às necessidades a que se propõe?
• Qual é sua durabilidade?
• Qual é o nível de satisfação dos clientes?
• Há necessidades de mercado ainda não atendidas em meu nicho que meu produto ou uma variante dele podem atender? Quais?
• A variedade é tão grande quanto a de meus concorrentes?
• Quais os diferenciais mais evidentes (da cadeia de produção ao produto final)?
• Como é visualmente? É atrativo e diferenciado em termos de design e apresentação?

É preciso analisar todas as características funcionais e emocionais/visuais que o produto contempla, e isso inclui desde sua apresentação física (design) até sua diferenciação e benefícios, e a partir disso, como ele é percebido pelo mercado, o que se chama de Brand Equity ou Branding (percepção de marca).
Quanto ao branding, fatores como design, embalagem e rotulagem são muito importantes, pois também podem transferir valores para o produto.

Quanto a esses fatores, seu produto é competitivo?
Imagine a Coca-Cola sendo vendida em copos de vidro simples transparentes, sem nenhuma rotulagem, ao lado de uma infinidade de refrigerantes devidamente rotulados na gôndola de supermercado. É evidente que suas vendas seriam ínfimas. Claro, assim ela não seria competitiva em termos de marca.
Por isso, tão importante quanto a funcionalidade do produto é sua apresentação, pois muitas vezes as compras são feitas por impulso no ponto de venda. E isso envolve o formato da embalagem, as cores e fontes do rótulo, entre outras características visuais.
Esteja atento a todas as características funcionais e emocionais de seus produtos e invista neles como um todo.

Postado por admin em 04/06/13 às 3:03 pm em marketing

Comentários: 0

Pequenos negócios preveem crescimento contínuo até julho, aponta Sebrae.

Os micro e pequenos empresários estão otimistas. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 92% deles aguardam um faturamento maior do que o dos primeiros meses do ano, ou pelo menos estabilização. Com os microempreendedores individuais não é diferente, 95% deles estão confiantes no aumento do faturamento daqui pra frente.

E tanto otimismo tem sua razão. O Índice de Confiança dos Pequenos Negócios subiu pelo segundo mês seguido, chegando a 116 pontos em abril.

zeviplast-blog-post-05

De acordo com o Sebrae, o bom desempenho nas vendas no mês de março garantiu que o índice continuasse subindo.

O cálculo do índice é feito em uma escala que varia de 0 a 200. Se ficar acima de 100, significa uma tendência de expansão das atividades, enquanto abaixo desse valor direciona para possível retração.

Os setores com a melhor perspectiva de crescimento são os de comércio e serviço.

Bom mesmo é quando todos têm a oportunidade de crescer. A indústria, o comércio, os serviços e todos os demais setores da sociedade brasileira precisam de otimismo e de boas chances de crescimento.

Postado por admin em 27/05/13 às 3:51 pm em dinheiro

Comentários: 0

Single, um segmento em expansão.

Formados em sua grande maioria por solteiros, mas com sua parcela de divorciados e pessoas que por opção ou necessidade resolveram morar sozinhas, o chamado mercado single no Brasil só cresce. De acordo com os últimos dados do IBGE, já são 6 milhões de brasileiros que moram sozinhos, número que deve triplicar até 2016.
As pesquisas também mostram que o perfil desse público mudou. Grande parte pertence às classes A e B, com vida profissional e financeira estável.

zeviplast-blog-post-01

Mercado Single
As empresas estão diante de uma grande oportunidade de negócio. Com hábitos de vida e consumo particulares, este segmento começou a demandar serviços e produtos adequados às suas necessidades, como porções menores de produtos, moradias mais compactas e serviços personalizados. Também são adeptos a hábitos de vida saudáveis ao passo que querem produtos práticos. Ou seja, não só os produtos devem estar a seu gosto, eles também consomem lazer e principalmente tecnologia, itens que precisam também ser personalizados.
Eles olham primeiro a qualidade e depois o preço, o que faz com que sejam um nicho extremamente exigente e seletivo. Em contrapartida, a marca que conquistá-los terá um público fiel que tem como costume recomendar aquilo que aprecia aos amigos, principalmente pelas redes sociais e internet.
A criação de novas soluções para as questões diárias são outras oportunidades que empresas devem explorar nesse nicho. Gostam de experimentar e não gostam de perder tempo com atividades rotineiras.
Oportunidades com esse público não faltam para quem quiser aproveitar. O mais importante é entender bem o público para dar exatamente o que ele precisa; desse modo fica muito mais simples suprir suas necessidades e conquistá-los não só como consumidores, mas também como advogados de marca.

 

Postado por admin em 25/03/13 às 4:40 pm em marketing

Comentários: 0

Desenvolvido por Defoco | Zeviplast 2012/2013. Todos os direitos reservados.